quarta-feira, 29 de maio de 2013


Assembleia Regional para Eleição dos/as Delegados/as 
do 39º Núcleo

Dia 18/06/2013 (3ª feira)
Horário 15h30 (1ª chamada), 16h (2ª chamada)
Local Salão de Atos do CPERS/Sindicato








terça-feira, 28 de maio de 2013


Nos dias 24, 25 e 26 de maio o 39º Núcleo do Cpers/Sindicato participou do " Fórum Pela Paz da Colômbia" como membro organizador, estando presente inclusive na mesa do Ato de Abertura. O Fórum realizou-se que na Assembléia Legislativa do RS, contou com a presença de mais de mil militantes de diversos países e movimentos Latino-americanos e Europeus.
Nos sentimos honrados por estarmos participando da construção da "Solidariedade entre os Trabalhadores de todo o Mundo!"



DECLARACION FINAL FORO POR LA PAZ DE COLOMBIA
Porto Alegre 24-26 de Mayo 2013

La unidad de nuestros pueblos no es simple quimera de los hombres,
sino inexorable decreto del destino.
Simón Bolívar

El foro por la paz de Colombia ha sido un éxito porque estuvo lleno de pueblo, de amor y de espíritu unitario de toda nuestra América, aquella que se ha construido con el sudor de las y los trabajadores, con la resistencia de los pueblos indígenas, con el coraje de los afrodescendientes, con la alegría de los y las jóvenes, con la valentía de las mujeres y claro con el empeño de todas las gentes que día a día hacen lo posible y lo imposible para sobrevivir.

Colmados de cansancio por los preparativos, por los largos viajes, por las tareas realizadas en nuestros lugares y con mucho ánimo, confluimos en el Foro con la expectativa de encontrarnos, de escucharnos y de disponernos a construir los apoyos necesarios para la construcción de la paz con justicia social, con soberanía y con democracia en nuestro hermano país colombiano.

Ratificamos que la paz del continente está ligada a la superación del conflicto social y armado colombiano, por ello, todas las organizaciones sociales y populares, los partidos políticos, democráticos, progresistas y de izquierda debemos comprometernos en la construcción de un movimiento nuestroamericano por la paz con justicia social en Colombia.

Este es el momento histórico preciso en el que se ha abierto una posibilidad de diálogo que conlleve a la concreción de un tratado de paz que cambie el rumbo de la realidad colombiana, por ello respaldamos sin vacilaciones el diálogo que se lleva a cabo en la emblemática ciudad de la Habana entre el gobierno de Colombia y las Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia- Ejército del Pueblo y clamamos por el comienzo del diálogo entre el Gobierno de Colombia y el Ejército de Liberación Nacional, ratificando lo que el movimiento social colombiano ha señalado: El diálogo es la ruta.

Así como apoyamos el diálogo del gobierno con las insurgencias, también señalamos la imperiosa necesidad de incluir a todo el pueblo colombiano en la construcción de los acuerdos, encaminando todos los esfuerzos a construir una realidad llena de Justicia Social como baluarte de reconciliación entre las y los colombianos a través de la participación popular como muestra de ampliación de la Democracia.

Estos anhelos expresados en todo el desarrollo del Foro no pueden quedarse en retórica, en declaraciones o buenas intenciones. Es urgente la movilización de esfuerzos políticos y sociales en todos los países sudamericanos para que los enemigos de la paz y de la justicia social no impongan su lógica de violencia y para que no sigan utilizando el conflicto colombiano como pretexto intervencionista en contra de los avances democráticos de nuestros pueblos y de nuestra autodeterminación.

Nuestro foro identifica como una amenaza real a la paz de Colombia y del continente, las maniobras ofensivas contra Latinoamérica que Estados Unidos y sus aliados vienen adelantando, sabemos que tienen el propósito de  alcanzar el control absoluto sobre las riquezas de nuestros pueblos y subordinar nuestros destinos a sus intereses imperialistas. Por ello, la lucha contra la militarización y por la paz con justicia social alcanza niveles de urgencia, exige la unidad de nuestros pueblos y la concreción de acciones que muestren el rechazo a tales propósitos.

Reconocemos como problemáticas centrales, además de la militarización de la región, la dependencia de nuestras economías al capital transnacional, la exclusión y la violencia contra las mujeres, la violencia contra los pueblos indígenas, el apabullante ataque contra la producción campesina y en especial la desestabilización de los procesos revolucionarios y democráticos, en especial, contra nuestra hermana República Bolivariana de Venezuela.

En esa vía el Foro ha logrado sintetizar propuestas y promover acciones encaminadas a materializar tales planteamientos, en ellos están reflejados nuestros sueños y anhelos de independencia, de justicia social, de democracia y de soberanía:

·   Participaremos en la movilización continental del 24 de Julio, día del natalicio del libertador Simón Bolívar, en respaldo al pueblo Venezolano, a su Revolución Chavista y Bolivariana. En el contexto de esta actividad también alzaremos las voces de nuestra América por la paz de Colombia. 
·   Trabajaremos por construir una plataforma continental por la paz con justicia social para Colombia, que tenga expresiones unitarias y diversas en cada uno de nuestros países. 
·   Participaremos en la jornada propuesta por los Movimientos Sociales al ALBA contra la militarización y las transnacionales el próximo mes de Octubre. 
·   En este foro una vez más se reafirma que las mujeres son fundamentales para la Paz de Colombia. Se propone el fortalecimiento de las Mujeres del Mundo por la Paz, quienes hicieron el arduo trabajo de generar el ambiente propicio para el inicio del diálogo de paz en Colombia, quienes impulsarán acciones de acompañamiento a los más de 9500 presos y presas políticas, convocando a más organizaciones de mujeres y participar en el mes de septiembre en la movilización  de mujeres por la paz con justicia social que se realizará en Colombia. 
·   Los y las estudiantes y jóvenes de Sudamérica con su alegría y vitalidad emprenderán la hermosa tarea de trabajar en red latinoamericana de jóvenes y estudiantes por la paz de Colombia, que empezará sus acciones continentales el próximo 8 y 9 de Junio, días en los que se conmemora la lucha de las y los estudiantes colombianos. 
·   Nos comprometemos a estar en Foro Permanente por la Paz en Colombia, transmitiendo la voz de los movimientos sociales y populares por los medios de comunicación de las organizaciones, partidos políticos, centrales de trabajadores/as.  
·   Los parlamentarios y parlamentarias reunidas éste 25 de mayo en el contexto del foro, harán una declaración para que sea firmada masivamente por Parlamentarios/as respaldando los diálogos de paz en Colombia, la solicitud del cese bilateral del fuego y apoyando al movimiento social colombiano. 
·   Este foro empieza a organizar una visita a Colombia con Brasileros, Argentinos, Uruguayos y de otros países que se quieran sumar, para que realicen una agenda de apoyo al movimiento social colombiano. Esta visita estará organizada con actividades en las Zonas de Reservas Campesinas, con estudiantes, trabajadores, parlamentarios. Se propone que sea realizada el próximo 13 de septiembre en el contexto de la movilización de mujeres por la paz de Colombia. 
·   Este foro invita a las organizaciones sociales y populares, a los partidos políticos, a las mujeres, a los estudiantes, a las juventudes, a las negritudes, a los pueblos indígenas a construir grupos amplios de solidaridad con Colombia. 
·   Aprovechamos este foro para enviar un mensaje de paz y de amor a nuestro querido pueblo de Palestina, a Euskal Erria y el Pueblo Kurdo quienes enfrentan desde hace años conflictos sociales y armados. Toda nuestra solidaridad que siempre será incluida en nuestras movilizaciones, nuestras acciones o declaraciones. 
·   Finalmente, hay unanimidad en exigir que le sean restituidos los derechos políticos a la extraordinaria luchadora por los derechos de las mujeres e incansable constructora de paz, nuestra amiga y compañera Piedad Córdoba.
Con estas propuestas logramos avanzar en los objetivos que como organizadores y organizadoras del Foro por la Paz en Colombia nos trazamos. Con la unidad del pueblo latinoamericano para exigir el cese bilateral al fuego, la participación plena de los movimientos políticos y sociales en la mesa de diálogos y el acompañamiento de los pueblos del continente y el mundo en el proceso de Paz con Justicia Social, Soberanía y Democracia.

VIVA LA PAZ CON JUSTICIA SOCIAL EN COLOMBIA!

VIVA LA UNIDAD DEL PUEBLO NUESTRO AMERICANO!

DAREMOS POR LA PAZ CON DEMOCRACIA, JUSTICIA SOCIAL Y SOBERANÍA HASTA LA ÚLTIMA GOTA DE NUESTROS SUEÑOS!



-- 
Comitê Organizador Fórum pela paz na Colômbia
2013 ano da paz com justiça social, democracia e soberania

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Assembleia Regional para Eleição dos/as Delegados/as 
do 39º Núcleo

Dia 18/06/2013 (3ª feira)
Horário 15h30 (1ª chamada), 16h (2ª chamada)
Local Salão de Atos do CPERS/Sindicato




Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo promove  
Diálogos no Museu: Vila Assunção e o conceito de cidade-jardim                                                         


        O Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo ( Coordenação da Memória, Secretaria da Cultura de Porto Alegre) promove, dentro do projeto Diálogos no Museu, palestra com o Arquiteto André Huyer  no dia 1º de junho, sábado, às 10h.
        A atividade tem como tema Vila Assunção e o Conceito de Cidade-JardimA palestra aborda as características e singularidades do charmoso bairro da Zona Sul de Porto Alegre.
         A inscrição deverá ser solicitada através de e-mail, e o ingresso é um agasalho para a Campanha do Agasalho 2013.

Palestrante convidado: André Huyer - Arquiteto e Urbanista pela UFRGS (1985), Especialista em Patrimônio Cultural em Centros Urbanos, e Mestre em Planejamento Urbano e Regional, pela mesma universidade. É pesquisador e atua em questões de preservação de patrimônio cultural e de planejamento urbano, é autor do livro A Ferrovia do Riacho.  

Data: 1º de junho de 2013, sábado.
Horário: 10h.
Local: Auditório do Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo (Rua João Alfredo, 582, bairro Cidade Baixa).
Ingresso: Agasalho para a Campanha do Agasalho 2013. Solicitar e aguardar confirmação da inscrição pelo endereço eletrônico museu@smc.prefpoa.com.br até o dia 31/05/2013 (17h).
As vagas são limitadas e será fornecido certificado de participação.
Serão sorteadas publicações da Secretaria da Cultura de Porto Alegre.
.
Ficha de Inscrição
Nome do participante

Telefone(s) para contato

E-mail



Instituição

E-mail da Instituição


 
Atenciosamente,
 
             Caroline Barcellos
Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo
                   SMC/PMPA





A Conae, o PNE e as condições de trabalho
Francisco das Chagas Fernandes*

RESUMO: A discussão sobre planejamento e educação no Brasil vem de longa trajetória. Tem sido marcada pelo predomínio de políticas governamentais com maior ou menor organicidade e desdobramentos na organização e gestãda educação básica e superior. Houve empenho pela efetivaçãde planos nacionais, desde a década de 1930, e, em 2001, foi aprovado o PNE, objeto de disputas entre as sociedades civil e política, cuja última versão tramita no Congresso Nacional, em nova proposta, encaminhada pelo Governo, com um conjunto de metas. Este artigo debate as discussões e avanços no PNE e na Conae, sobre as condições de trabalho dos profissionais da educação.

Artigo A CONAE,O PNE e as CONDIÇÕES DE TRABALHO de Francisco das Chagas Fernades  publicado na revista Retratos da Escola,Brasilia ,v 6,n.11,p.327-338,jul./dez.2012.








sexta-feira, 24 de maio de 2013




Informamos que a Secretaria do 39º Núcleo estará fechada nesta sexta-feira (24/05/2013) em virtude da participação da Diretoria do Núcleo e seu funcionário no Fórum pela Paz na Colômbia. 
Voltaremos o nosso atendimento normal na 2ª feira (27/05/2013).

segunda-feira, 20 de maio de 2013

RESPOSTA AO OFÍCIO ENCAMINHADO NO DIA 24/04 
AO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RS DURANTE OS 
DIAS DA GREVE NACIONAL - 39º NÚCLEO



Mostra O Cinema vê a escola homenageia 
aniversário de 75 anos do SINPRO


Para comemorar o aniversário de 75 anos do Sinpro/RS - Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Rio Grande do Sul, o CineBancários programou uma mostra especial que tem como tema a educação e seus efeitos transformadores sobre os indivíduos.
Integrada por sete longas-metragens de diferentes nacionalidades - desde produções brasileiras como o documentário Pro Dia Nascer Feliz, ao premiado drama chinês Nenhum a Menos, passando por obras polêmicas (a exemplo do alemão A Onda, inspirado em fatos reais), até títulos clássicos como a produção americana&n bsp;Sociedade dos Poetas Mortos - que serão apresentados de 21 a 26 de maio, com entrada franca.
Através destes títulos, que têm em comum o fato de usarem as distintas facetas do processo pedagógico para contarem grandes histórias, capazes de emocionar qualquer espectador, o CineBancários presta uma homenagem a uma entidade-irmã, que tanto tem feito em benefício da educação em nosso Estado ao longo de sua história. No dia 21 de maio, o Sinpro/RS completa 75 anos. Trata-se do primeiro sindicato de professores constituído no Rio Grande do Sul, fundando em 1938. Atualmente, a entidade representa os mais de 30 mil docentes que trabalham em 1.700 instituições de ensino privado, desde a educação infantil à educação superior, atendendo cerca 600 mil estudantes. Mais de 60% dos professores estão associados ao Sindicato. Pioneiro em adotar o conceito Sindicato Cidadão no in&iac ute;cio da década de 90, o Sinpro/RS tem uma trajetória respeitada de luta e promoção da cidadania.

Sinopses dos Filmes

Pro Dia Nascer Feliz, de João Jardim (Brasil, 2005, 88 minutos)
As situações que o adolescente brasileiro enfrenta na escola, envolvendo preconceito, precariedade, violência e esperança. Adolescentes de três estados, de classes sociais distintas, falam de suas vidas na escola, seus projetos e inquietações.

Sociedade dos Poetas Mortos (Dead Poets Society), de Peter Weir (1989, Estados Unidos, 128 minutos)

Em 1959, na Welton Academy, uma tradicional escola preparatória, um ex-aluno (Robin Williams) se torna o novo professor de literatura, mas logo seus métodos de incentivar os alunos a pensarem por si mesmos criam um choque com a ortodoxa direção do colégio, principalmente quando ele fala aos seus alunos sobre a "Sociedade dos Poetas Mortos".

Nenhum a Menos (Yi Ge Dou Bu Neng Shao), de Zhang Yimou (China, 1999, 103 minutos)

Quando o professor da escola primária de Shuiquan tem de se ausentar durante um mês, o presidente da pequena aldeia de Tian apenas consegue encontrar uma adolescente de 13 anos, Wei Minzhi, para o seu lugar. O professor Gao adverte-a para que não permita que mais alunos abandonem a escola, garantindo-lhe o pagamento de 50 yuan e mais um pequeno extra se for bem sucedida. Minzhi, pouco mais velha que alguns dos seus alunos (do 1º ao 4º ano, na mesma classe), não poupará esforços para manter seus alunos.

Escritores da Liberdade (Freedom Writers), de Richard LaGravenese (EUA, 2007, 123 minutos)

Uma jovem e idealista professora chega a uma escola de um bairro pobre, que está corrompida pela agressividade e violência. Os alunos se mostram rebeldes e sem vontade de aprender, e há entre eles uma constante tensão racial. Assim, para fazer com que os alunos aprendam e também falem mais de suas complicadas vidas, a professora Gruwell (Hilary Swank) lança mão de métodos diferentes de ensino. Aos poucos, os alunos vão retomando a confiança, aceitando mais o conhecimento, e reconhecendo valores como a tolerância e o respeito ao próximo.

A Onda (Die Welle), de Dennis Gansel (Alemanha, 2008, 107 minutos)

Em uma escola da Alemanha, alunos devem escolher entre duas disciplinas eletivas, uma sobre anarquia e a outra sobre autocracia. O professor Rainer Wenger é colocado para dar aulas sobre autocracia, mesmo sendo contra sua vontade. Após alguns minutos da primeira aula, ele decide, para exemplificar melhor aos alunos, formar um governo fascista dentro da sala de aula. Eles dão o nome de "A Onda" ao movimento, e escolhem um uniforme e até mesmo uma saudação. Só que o professor acaba perdendo o controle da situação, e os alunos começam a propagar "A Onda" pela cidade, tornando o projeto da escola um movimento real. Baseado no romance "The Wave" de Todd Strasser. Em abril de 1967, em uma escola de ensino médio em Palo Alto, na Califórinia, o professor Ron Jones fez o experimento mostrado no filme com os seus a lunos, e o chamou de "Third Wave".

Encontrando Forrester (Finding Forrester), de Gus Van Sant (EUA, 2000, 135 minutos)

Jamal Wallace (Robert Brown) é um jovem adolescente que ganha uma bolsa de estudos em uma escola de elite de Manhattan, devido ao seu desempenho nos testes de seu antigo colégio no Bronx e também por jogar muito bem basquete. Após uma aposta com seus amigos, ele conhece William Forrester (Sean Connery), um talentoso e recluso escritor com quem desenvolve uma profunda amizade. Percebendo talento para a escrita em Jamal, Forrester procura incentivá-lo para seguir este caminho, mas termina recebendo de Jamal algumas boas lições de vida.

Billy Elliot (Billy Elliot), de Stephen Daldry (Inglaterra, 2000, 111 minutos)

Billy Elliot (Jamie Bell) é um garoto de 11 anos que vive numa pequena cidade da Inglaterra, onde o principal meio de sustento são as minas de carvão. Obrigado pelo pai a treinar boxe, Billy fica fascinado com a magia do balé, com o qual tem contato através de aulas de dança clássica que são realizadas na mesma academia onde pratica boxe. Incentivado pela professora de balé (Julie Walters), que vê em Billy um talento nato para a dança, ele resolve então pendurar as luvas de boxe e se dedicar de corpo e alma à dança, mesmo tendo que enfrentar a contrariedade de seu irmão e seu pai sua nova atividade.

GRADE DE HORÁRIOS: 

21 de maio (terça-feira)
14h30 - Sociedade dos Poetas Mortos
17h - Pro Dia Nascer Feliz
19h30 - Nenhum a Menos


22 de maio (quarta-feira)
14h30 - Escritores da Liberdade
17h - A Onda
19h30 - Billy Elliot


23 de maio (quinta-feira)
14h30 - Encontrando Forrester
17h - Sociedade dos Poetas Mortos
19h30 - Pro Dia Nascer Feliz


24 de maio (sexta-feira)
14h30 - Nenhum a Menos
17h - Escritores da Liberdade
19h30 - A Onda


25 de maio (sábado)
14h30 - Billy Elliot
17h - Encontrando Forrester
19h30 - Sociedade dos Poetas Mortos


26 de maio (domingo)
14h30 - Pro Dia Nascer Feliz
17h - Nenhum a Menos
19h30 - Escritores da Liberdade

CineBancários
(51) 34331204 / 34331205
Rua General Câmara, 424, Centro - POA
blog: cinebancarios.blogspot.com
site: cinebancarios.sindbancarios.org.br
facebook.com/cinebancarios
Twitter: @cine_bancarios



Baixe 3 mil livros no site da USP. Confira estas e muitas outras opções de download:

http://catracalivre.com.br/geral/editoria/dica-digital/livro/
CARTEIRA ESCOLAR

A partir do dia 20/05/2013, as Carteiras Escolares passarão a ser encaminhadas pelo Serviço de Atendimento do Sócio - SAS.

Documentação necessária:

Carteira Nova
1 foto 3/4 colorida
CPF
RG
Comprovante de residência
Retrato Funcional RHE (atualizado)
Valor: sócio (isento), não sócio (R$17,00)

Renovação de Carteira
CPF
RG
Cópia Carteira anterior
Retrato Funcional
Valor (incluindo 2ª via): sócio (R$8,00), não sócio (R$17,00)

Horário de atendimento:
de 2ª à 5ª feira das 8h às 17h e 6ª feira das 8h às 11h30


quarta-feira, 15 de maio de 2013


PROGRAMAÇÃO DO 
FÓRUM PELA PAZ NA COLÔMBIA

LOCAL: ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RIO GRANDE DO SUL

Dia 24 de maio

9-12h – Inscrições e credenciamento

14h a 17h - Mesas Temáticas (simultâneas)
- Mesa de Paz com Justiça Social
- Mesa de Paz com Soberania
- Mesa de Paz com Democracia

17h30 a 19h30 - Ato de abertura

20h - Show pela paz na Colômbia (evento gratuito aberto ao público)

Dia 25 de maio

Mesas Redondas Setoriais (simultâneas)

Bloco I:
 9h-11h30:
- Mulheres pela Paz
- Educação pela Paz
- Terra e Território para a Paz
- Trabalhadores/as e sindicalismo

10h: Parlamentares e Paz

Bloco II:
11h30 a 14h:
- Direitos Humanos
- Juventude pela Paz
- Militarização da Colômbia e ameaça para América Latina
- Iniciativas e experiências de paz de governos

Diálogos pela Paz:

14h30 a 18h - Diálogo dos Movimentos Populares com a Mesa de Diálogo – Governo da Colômbia e Farc

19h - Mesa “Nossa América: Memória, Verdade e Justiça”

 Dia 26 de maio

9 a 12h - Assembleia dos Movimentos Populares do Fórum pela Paz na Colômbia e Declaração Final



Evento reúne importantes personalidades defensoras do processo de paz neste país que enfrenta mais de 50 anos de conflito armado 

Seguindo sua tradição de ser centro de reunião para processos de solidariedade internacional, Porto Alegre está nos preparativos finais para receber o Fórum pela Paz na Colômbia, que reunirá pessoas e entidades de diversos países da América Latina e Europa durante os dias 24, 25 e 26 de maio. O evento busca reunir a sociedade civil colombiana e internacional em um importante momento histórico, já que desde novembro do ano passado acontece em Cuba uma mesa de diálogos entre o governo colombiano e a insurgência armada representadas pelas Farc, em busca de uma solução política para o conflito.

O Fórum recebe apoio de mais de duas mil organizações colombianas e possui em seu Comitê Organizador mais de 70 entidades brasileiras. “Queremos reunir as contribuições de experiências, produções acadêmicas e culturais das pessoas lutadoras pela paz, pelos direitos humanos e pela democracia de nossa América, que ajudem o movimento popular e social colombiano a ampliar a mobilização social pela paz, porque podemos ser um ator fundamental na busca de acordos legítimos que apontem a resolução das causas sociais do conflito armado”, afirma Mauricio Avilez, um dos coordenadores do evento.

Os eixos centrais que nortearão o debate são Justiça Social, Soberania e Democracia. Serão debatidos temas como a participação de jovens, mulheres e trabalhadores nos processo de paz, além de discutidos assuntos como a questão da terra, direitos humanos e militarização. O evento deve culminar em um espaço de diálogo entre os participantes do Fórum com os representantes do governo colombiano e das Farc, que devem apresentar seus pontos de vista sobre a situação do país e as negociações de paz. Por fim, será realizada uma assembleia geral na qual será elaborada uma carta final pelos participantes.

Entre os debatedores convidados estão a defensora de direitos humanos Piedad Cordoba, ex-senadora e porta-voz do Movimento Político Marcha Patriótica; Gloria Inéz Ramirez, senadora colombiana pelo Polo Democrático Alternativo; as Mães da Praça de Maio; os deputados do parlamento europeu Willy Meyer e Diana Urrea; Najeed Amado, deputado do Parlamento Sul-Americano pelo Paraguai; Socorro Gomes, presidenta do Conselho Mundial da Paz, entre outros militantes dos direitos humanos e lideranças sociais, políticas e acadêmicas.

Além disso, o Fórum recebe atividades culturais como um grupo de música folclórica colombiana de gaitas e tambores; grupo de musica folclórica da Argentina; o Bonde da Cultura de Rio de Janeiro; além do show Cantoria Brasileira, de Pedro Munhoz, Cícero de Crato e Zé Pedro Rocha e da apresentação do cantor e compositor uruguaio Daniel Viglietti, considerado um dos maiores expoentes da música de protesto latino-americana.

SERVIÇO 
Fórum pela Paz na Colômbia
Data: 24 a 26 de maio
Local: Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS)
Inscrições: R$ 20,00
Mais informações: 
http://forumpelapaznacolombia.blogspot.com.br

Vaga para Supervisão e Orientação (40h M e T), 40% de Difícil Acesso.
Contatar Esc Marina Martins de Souza - Rua Sargento Exp Geraldo Santana, s/nº - Jd Bento Gonçalves (Fone 3384.4562).

terça-feira, 14 de maio de 2013

                                          AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA MUNICIPAL
                                           DIA 14/05 às 19 h
VAMOS EXIGIR POLÍTICAS PÚBLICAS NO ATENDIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES VÍTIMAS - REFORÇO DE RH NAS REDES DE ATENDIMENTO!
Compartilhe, divulgue, denuncie!
ESSAS MULHERES
GRUPO DE TRABALHO (GT) - 
OPRESSÃO, SAÚDE E GÊNERO


- Conceição Rodrigues da Rosa (Esc Est Eva Carminatti)
- Maria de Fátima Magalhães (Esc Est Cândido Portinari)
- Maria Goretti Grossi (Vice-Diretora 39º Núcleo)
- Marly Cambraia (Diretora Geral 39º Núcleo)
- Nara Borba Eloi (Esc Est Renascença)
- Rosa Angela Rodrigues Reis (Aposentada)
- Regina Helena Dalto (Aposentada)
- Ione Mandelli (Tesoureira 39º Núcleo)
- Tatiane Oliveira (Esc Est Marina Martins de Souza)

Denúncias e depoimentos encaminhar ao e-mail do Núcleo (cpers39@gmail.com). Interessados em participar do GT comunique-se com o Núcleo (1 representante por Escola).

39º Núcleo - Fone 3221.2380 / 3221.3345 / 3254.6041 / 8416.7249 (vivo) / 9406.6943 (claro) / 8307.6490 (tim) 


Neste mês de maio acontece o 
FÓRUM PELA PAZ NA COLÔMBIA
nos dias 24, 25 e 26 de maio, na Assembleia Legislativa. Acesse o blog do Forum www.forumpelapaznacolombia.blogspot.com.

O 39º Núcleo do CPERS pagará as primeiras 20 (vinte) inscrições. Aos participantes será dado certificado.


Piedad Cordoba, porta-voz do Movimento Político Marcha Patriótica, uma das participantes do evento

Inscrições Abertas às organizações, grupos, movimentos e pessoas interessadas em participar do Fórum pela Paz na Colômbia.

Mais informações: forumpelapazcolombia@gmail.com

*    A inscrição antecipada é importante para garantir os alojamentos solidários oferecidos pelo Fórum.
*    As organizações ao se inscreverem com antecipação auxiliam na gestão econômica do Fórum!
Inscreva-se! Coloque seus passos na Marcha pela Paz.

Porto Alegre se prepara para o Fórum pela Paz na Colômbia
Evento reúne importantes personalidades defensoras do processo de paz neste país que enfrenta mais de 50 anos de conflito armado 

Seguindo sua tradição de ser centro de reunião para processos de solidariedade internacional, Porto Alegre está nos preparativos finais para receber o Fórum pela Paz na Colômbia, que reunirá pessoas e entidades de diversos países da América Latina e Europa durante os dias 24, 25 e 26 de maio. O evento busca reunir mias de 1.000 pessoas da sociedade civil colombiana e internacional em um importante momento histórico, já que desde novembro do ano passado acontece em Cuba uma mesa de diálogos entre o governo colombiano e a insurgência armada representadas pelas Farc, em busca de uma solução política para o conflito.

O Fórum recebe apoio de mais de duas mil organizações colombianas e possui em seu Comitê Organizador mais de 70 entidades brasileiras. “Queremos reunir as contribuições de experiências, produções acadêmicas e culturais das pessoas lutadoras pela paz, pelos direitos humanos e pela democracia de nossa América, que ajudem o movimento popular e social colombiano a ampliar a mobilização social pela paz, porque podemos ser um ator fundamental na busca de acordos legítimos que apontem a resolução das causas sociais do conflito armado”, afirma Mauricio Avilez, um dos coordenadores do evento e porta-voz da Marcha Patriótica no Brasil.

Os eixos centrais que nortearão o debate são Justiça Social, Soberania e Democracia. Serão debatidos temas como a participação de jovens, mulheres e trabalhadores no processo de paz, além de discutidos assuntos como a questão da terra, direitos humanos e militarização. O evento deve culminar em um espaço de diálogo entre os participantes do Fórum com os representantes do governo colombiano e das Farc, que devem apresentar seus pontos de vista sobre a situação do país e as negociações de paz. Por fim, será realizada uma assembleia geral na qual será elaborada uma carta final pelos participantes.
Personalidades confirmadas ao debate pela Paz:
Piedad Cordoba - Defensora de Direitos Humanos e Porta- voz da Marcha Patriótica; Najeed Amado - Frente Guasu Paraguai;Assis Melo – Sindicalista Metalúrgico e Debutado Federal, Brasil; Joaquin Romero – Federación Sindical Mundial da Colômbia;Carlos Lozano - Diretor do Jornal Voz e Porta-Voz da Marcha Patriótica Colômbia; Sergio de Subiria - Professor da Universidade Nacional de Colombia, Nelson Fajardo - Professor Universidade Distrital de Bogotá; Jairo Estrada - Professor Universidade Nacional Colombia; Willy Meyer - Deputado da União Europeia; Diana Urrea - Deputada da União Europeia;Socorro Gomes - Presidenta do Conselho Mundial da Paz, Brasil; Madres da Praça de Maio, Argentina. 

Show pela Paz no dia 24 de maio, com a participação de: Pedro Munhoz e Cícero de Crato - Cantoria Brasileira e do Cantor e compositor uruguaio Daniel Viglietticonsiderado um dos maiores expoentes da música de protesto latino-americana.





SERVIÇO 
Fórum pela Paz na Colômbia
Data: 24 a 26 de maio
Local: Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS)
Inscrições: http://www.forumpelapaznacolombia.blogspot.com.br/p/inscreva-se_12.html
Mais informações: forumpelapazcolombia@gmail.com